siga-nos!
Youtubeadicionar aos favoritosRSSPartilhar

A Associação de Municípios da Região de Setúbal através do seu museu - MAEDS avança em 2023 com novo projeto de investigação científica ARQ – Arrábida Arqueológica

Arq 1 710 2500
2022/11/21

O ARQ – Arrábida Arqueológica é um projeto de investigação científica ao serviço do desenvolvimento regional que visa valorizar e criar património cultural coletivo, ao serviço do conhecimento, da educação, da conservação ambiental e do turismo sustentável, no coração da Arrábida.

Este projeto aprovado pela DGPC – Direção Geral do Património Cultural em outubro de 2022, arranca em 2023 sob o comando do MAEDS - Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal e incidirá na Arrábida da Pré-História recente ao Período Romano: Chibanes, Pedrão e Creiro.

Com importante componente de arqueologia de campo - incluindo, como habitualmente, a preservação das estruturas postas a descoberto - a ser projetada em posterior reabilitação e valorização dos respetivos sítios arqueológicos, integrados em um percurso de visita que considere os vestígios da presença humana e sua pegada ecológica nas respetivas temporalidades, como forma de aprendizagem de outros modos de experienciar o espaço, de conviver com a biodiversidade e de repensar a sustentabilidade.

A arqueologia de campo centrar-se-á nos arqueossítios de Castro de Chibanes, situado na Serra do Louro, concelho de Palmela, povoado fortificado com ocupações do Calcolítico, da II Idade do Ferro e do Período Romano – Republicano, no Pedrão, na Serra de S. Luís, concelho de Palmela, estabelecimento fortificado com ocupações datadas do Calcolítico e do Período Romano-Republicano e no Creiro, localizado no Portinho da Arrábida, em Setúbal, estabelecimento de produção de salgas de peixe do período Romano Imperial.

Ainda neste âmbito estão previstas campanhas arqueológicas, cursos de verão destinados a estudantes universitários portugueses e estrangeiros, como o apoio à preparação de teses de mestrado e doutoramento com incidência nas jazidas arqueológicas e correlativas temáticas abrangidas pelo projeto.

O ARQ – Arrábida Arqueológica terá a duração de quatro anos e irá reunir uma vasta equipa multidisciplinar composta
por arqueólogos e técnicos de arqueologia do Centro de Investigação Arqueológica do MAEDS, investigadores nacionais e estrangeiros, estudantes universitários e entidades parceiras.

Saiba mais sobre o projeto de investigação ARQ – Arrábida Arqueológica aqui.