siga-nos!
Youtubeadicionar aos favoritosRSSPartilhar

Entidades da Região de Setúbal reúnem com os Grupos Parlamentares do CDS, PEV, PCP, PS e BE sobre os Fundos Comunitários para a Península de Setúbal

Mosaico 1 710 2500
2021/03/19

A AMRS-Associação de Municípios da Região de Setúbal, constituída pelos municípios de Almada, Alcácer do Sal, Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Santiago do Cacém, Seixal, Sesimbra, Setúbal, a Associação de Agricultores do Distrito de Setúbal, a Associação de Comercio, Industria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal, a AISET- Associação da Indústria da Península de Setúbal, a Cáritas Diocesanas de Setúbal, a CPPME – Confederação Portuguesa de Pequenas e Médias Empresas, a Delegação Distrital de Setúbal da ANAFRE, o MURPI – Federação Distrital de Setúbal de Reformados Pensionistas e Idosos, o Instituto Politécnico de Setúbal, a Mutua dos Pescadores, a UGT – União Geral de Trabalhadores Setúbal, a União de Sindicatos de Setúbal/CGTP-IN e a União Distrital de Setúbal Instituições Particulares de Solidariedade Social iniciaram no passado dia 4 de Março uma ronda de audiências com os Grupos Parlamentares, acusando a necessidade urgente de definição dos critérios justos na distribuição dos Fundos Estruturais Europeus.

As entidades representativas da Sociedade Civil da Península de Setúbal deram a conhecer o impacto tremendamente negativo que os atuais critérios de Distribuição de Fundos Estruturais Europeus tem no desenvolvimento da Península de Setúbal, sendo que esse impacto tem particular incidência nos sectores produtivos, sociais, científicos, mas também na administração local, e solicitaram a todos os Grupos Parlamentares que fossem tomadas iniciativas para o reforço urgente do investimento na Região.